criptomoedas

Criptomoedas: O que é e como funciona

Como sabemos, as criptomoedas têm ganhado bastante destaque no mercado digital. E uma dessas criptomoedas bastante conhecida são os bitcoins. Apesar dessa criptomoeda ou moeda digital ser muito conhecida, ainda há muitas pessoas que não sabem como funciona esse tipo de moeda. Por esse motivo, preparamos para você informações úteis e importantes para que você possa entender o que são criptomoedas, para que elas servem, bem como conhecer as principais moedas digitais do mercado, assim como mostrar todas as vantagens oferecidas por esse tipo de moeda virtual. 

Veja também:

Conheça o Cartão de crédito Ame e veja como solicitar o seu

Conheça o Cartão Elo Diners e descubra como solicitar o seu

Conheça tudo sobre o cartão Riachuelo

O que são criptomoedas?

Você sabe o que são criptomoedas? Como mencionamos, são moedas virtuais ou digitais. Esses tipos de moedas são usadas para a realização de pagamentos comerciais. Podemos dizer que as criptomoedas, também são um tipo de dinheiro. Porém, é um dinheiro que é capaz de comprar comércio e serviços, mas é um tipo de dinheiro que não é emitido pelo governo, como real ou dólar.

Essas moedas são praticamente o dinheiro real, mas as diferenças principais são que são virtuais, não têm interferência do Banco Central ou do Estado. O que significa que os preços das moedas variam conforme a própria economia da moeda, além disso não há custo para transação, total anonimato e a descentralização, são as três características principais que as diferenciam das moedas comuns. 

Para que servem as criptomoedas?

As criptomoedas são um tipo de dinheiro, ou seja, é possível realizar compras de serviços e de mercadorias, assim todas as transações comerciais. Mas há três principais funcionalidades dessas criptomoedas, como a praticidade em transações comerciais; uma reserva de valor para que economiza seu dinheiro para uma compra futura; quando há preços dos produtos e serviços, é realizado um cálculo econômico em função da criptomoeda, o que conta como uma unidade de conta. Apesar disso, vale destacar que algumas moedas digitais ainda não adquirem esse tipo de serviço de unidade de conta, devido à uma enorme instabilidade dos preços delas. 

O que é mineração?

Antes de entendermos o que é uma mineração, é importante levar em consideração que as criptomoedas ou moedas digitais possuem um tipo de código difícil que de maneira nenhuma pode sofrer alteração. Por esse motivo, as transações realizadas usando essas moedas virtuais contam com uma total proteção, por meio da criptografia. Importante lembrar que, como já dito anteriormente, essas moedas não têm influência com um banco central ou governo. Por isso, é necessário um registro e validação das moedas, que são determinadas por um grupo de indivíduos que utilizam o computador para fazer o registro através do blockchain.

O blockchain nada mais é que um banco de dados público em que registra todos os históricos de transações e operações realizadas com a moeda Bitcoin, importante destacar também que outras criptomoedas também são baseadas nessa tecnologia. Sendo assim, quem faz o registro de todas transações e transferências das moedas digitais na tecnologia blockchain são os mineradores e como troca são remuneradas novas unidades das moedas. Em geral, podemos dizer que mineração é composta por criar novas unidades de algumas criptomoedas. 

Como funciona a variação de preço das criptomoedas

Os preços das criptomoedas ou moedas virtuais, em geral, podemos dizer que variam de acordo com a lei da oferta e demanda. No período em que as moedas digitais possuem um pouco de atenção a mais, normalmente são mais buscadas por investidores, o que ocorre no aumento no mercado de compras, e, como consequência, há cada vez mais um aumento de preço. Esse mercado, apesar de ganhar destaque, ainda continua pequeno, pois existem muito poucas transações usando criptomoedas, o que não causam um grande impacto em cotações. E, como sendo importante lembrar, essas cotações são bem variáveis, por exemplo, cerca de  US$4.370 a US$13.800, foram os dados da moeda Bitcoin em 2017. 

Criptomoedas principais

Como citamos, uma das moedas bastante conhecidas no mercado e aposto que todo mundo já ouviu falar sobre a moeda Bitcoin. Porém, há outras moedas que também têm ganhado bastante destaque no mercado. Veja as principais criptomoedas disponibilizadas no mercado virtual a seguir: 

Bitcoin

Como mencionamos, o Bitcoin é a moeda digital mais conhecida. A moeda foi desenhada em 2008, devido a crise financeira global que se iniciou no mercado americano, a finalidade da moeda foi a substituição do dinheiro em papel, o que principal objetivo evitar que as pessoas saíssem se dirigissem até uma agência bancária física para realizar transações financeiras.

Bitcoin Cash

Essa moeda, Bitcoin Cash, nada mais é do que uma versão recente do Bitcoin original. Essa moeda foi desenvolvida com um objetivo de desenvolvimento para o aprimorar a moeda Bitcoin. A moeda Bitcoin Cash conta com taxas bem menores do que a Bitcoin original e possui um tempo maior para processar cada transação. A diferença principal entre a Bitcoin original, é que possui um bloco maior de MB, com cerca de 8 MB, enquanto que o Bitcoin possui apenas 1 MB. E, dessa forma, é possível realizar as operações muito mais rápido e com taxas menores. 

Ethereum

Antes da criptomoeda se chamar Ethereum, se chamava Ether. Porém, a moeda digital Ether um hacker achou uma falha no sistema da moeda e conseguiu roubar a moeda digital. E, com isso, o grupo que criou a moeda Ether, decidiu criar uma nova rede, que passou a ser chamada de Ethereum. De início a moeda foi criada para se tornar um tipo de ativo em recompensar os desenvolvedores por utilizar a plataforma de contratos inteligentes nos projetos. Vale lembrar também que a tecnologia blockchain é utilizada para realizar e validar todas as operações com a moeda Etherium, evitando fraudes e proporcionando uma maior segurança.

Tether

O Tether é uma moeda que para ser emitida é necessário ter um dólar americano. Essa moeda digital possui uma caraterística que é estável, não tem tanta instabilidade, o que pode ser uma boa alternativa para realização de transações de criptomoedas. Visto que os investidores podem se beneficiar com estabilidade e se proteger das oscilações de valores das criptomoedas e ativos. 

Ripple

O Ripple é uma plataforma de pagamento que consiste como moeda digital a XRP, esse sistema permite que os usuários possam efetuar os pagamentos com total segurança e rapidamente. É uma plataforma não apenas de uma moeda, mas permite que usem outras moedas para os negócios, como o Bitcoin. Vale destacar também que essa plataforma e a moeda não existem mineradoras ou o método de mineração usando a tecnologia blockchain.

Litecoin

O Litecoin é uma moeda digital que tem semelhanças com a moeda mais conhecida, Bitcoin. Porém, o processo de mineração é bem diferente, dado que a moeda digital Litecoin procura a redução do tempo para a confirmação das operações realizadas com essa criptomoeda. Com o objetivo de proporcionar que todas as pessoas possuam acesso para criar as novas moedas digitais Litecoin. 

Vantagens e riscos do investimento em criptomoedas

As moedas digitais ou criptomoedas são uma tipo de ativo que possui uma tecnologia bastante útil para todos. Além disso, possui alguns recursos que são bem vantajosos comparados ao dinheiro físico, entre outros meios de pagamento. Com as criptomoedas é possível realizar e receber pagamento rapidamente de qualquer lugar do mundo, além de possuir taxas que são bem abaixo do mercado e até mesmo ser isento de taxa ou tarifa, o que torna algo bem vantajoso.

Apesar de ser uma moeda digital, ainda possui meios totalmente seguros para realização de operações. Outro benefício é que todas as ofertas de moedas digitais são disponibilizadas na tecnologia Blockchain, onde todos possuem acesso. Apesar disso, é possível apresentar alguns riscos em investir em moedas, a segurança das tecnologias das criptomoedas são boas, mas é importante que os usuários tenham bastantes cuidados para não ocorrer o extravio das criptomoedas, pois é como uma moeda física, depois de perdida não há como recuperar.